Flora urbana

Local: USC e Bairro Novo Jardim Pagani Fale com o Coordenador: extensao@usc.br

Sobre o Projeto

A silvicultura urbana pode influenciar diretamente a qualidade de vida da população, pois ela oferece alguns benefícios tais como: conforto térmico, sombra, redução da poluição e de ruídos. Esses benefícios contribuem para o equilíbrio físico-ambiental das cidades. No entanto, a falta de planejamento urbano na implementação e manutenção da arborização viária pode influenciar sua eficiência. Neste sentido, o objetivo deste projeto em primeiro momento é analisar a arborização viária, ou seja, realizar um inventário, no Bairro Novo Jardim Pagani, na cidade de Bauru-SP, já no segundo momento elaborar uma proposta para reordenar a paisagem urbana. Para tanto, a metodologia será dividida em quatro etapas: inicialmente, os componentes urbanos serão identificados – rede elétrica e hidráulica, rede de esgoto, postes, telefones públicos, placas de sinalização, árvores e ruas, por meio de trabalho de campo e análise de mapas. Em segundo lugar, os aspectos quali-quantitativos das espécies arbóreas serão identificados, ao se observar, por meio de trabalho de campo, sua localização, a relação com os componentes urbanos e as condições fitossanitárias. Em terceiro lugar, os mapas temáticos para os componentes urbanos serão elaborados por meio de Cartografia Digital, utilizando Sistemas de Informação Geográfica – SIG. Em quarto lugar, algumas espécies arbóreas serão identificadas e recomendadas como adequadas para arborização de ruas e praças.



Objetivos

  • Georreferenciamento das árvores para a elaboração do inventário;
  • Diagnóstico das condições fitossanitárias, dos principais conflitos com meio urbano; e
  • Análise qualitativa e quantitativa dos indivíduos arbóreos.

Público alvo

População do Jardim Pagani.


Estatística

Em 2016, tivemos 1461 pessoas atendidas de forma    direta e 3783 de forma indireta pelo programa. No 1º semestre de 2017 tivemos 1150 pessoas atendidas de forma direta e 3450 de forma indireta pelo programa.


Metodologias

O método utilizado no projeto será o levantamento qualitativo e quantitativo das espécies arbóreas, considerando todos os indivíduos presentes na área, e não apenas uma amostragem. Também serão identificados locais onde, no futuro, poderão ser implantadas hortas urbanas.

Levantamento dos dados

A fase preliminar do trabalho será realizada por meio de um inventário de arborização das ruas do bairro, que além de definir e mapear com precisão a população total de árvores de ruas para fins de inventário qualitativo e quantitativo permitirá: a identificação da composição real da arborização, condição geral da árvore, porte, condição das raízes, necessidade de manejo, entre outros aspectos.

Também subsidiará a importância da estruturação do planejamento da arborização para recomendações futuras.

Será utilizado um formulário para elaboração do Inventário o qual deverá constar das seguintes informações:

  • Registro de informações quanto à identificação da espécie;
  • Porte;
  • Posição de plantio;
  • Posição de fiação elétrica aérea;
  • Qualidade (condição fitossanitária, da árvore);
  • Planejamento;
  • Necessidade de manejo e observações quanto à origem, sendo esta nativa ou exótica;
  • Necessidade da realização de podas, se a árvore está interferindo com a circulação dos moradores no local;
  • Em locais em que for detectada a necessidade de plantio de árvores, a escolha da espécie será baseada em recomendações técnicas.

Todos os indivíduos serão georreferenciados, ou seja, terão suas respectivas coordenadas. Para isso será empregado um receptor GPS de navegação (Global Positioning System).

Uma câmera fotográfica será utilizada, para facilitar no diagnóstico, e relacionar as respectivas fotos ao indivíduo avaliado.


Receba nossas notícias
USC - Sagrado Coração

(14) 2107-7000
(14) 99825-8771

© 2017 | USC - Universidade do Sagrado Coração. Todos os direitos reservados.

Site Seguro