Grupos de Pesquisa

O que é?

Grupo de Pesquisa é um conjunto de pesquisadores graduados ou não, titulados ou não, organizados em torno de uma (ou mais) linha de pesquisa de uma área do conhecimento, com o objetivo de desenvolver pesquisa científica. Só é considerado grupo de pesquisa se cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq.

Quem pode participar?

  •  Docentes, discentes e técnicos da Instituição ou não
  •  O líder deve ser docente da USC com titulação mínima de doutor (pode haver dois líderes). Este é responsável pela atualização das informações referentes ao grupo, inclusive linhas de pesquisa, recursos humanos e repercussões dos trabalhos do grupo
  • Todos os participantes do Grupo de Pesquisa deverão possuir currículo Lattes cadastrado no CNPq e atualizado com a periodicidade de três meses.

Procedimentos para Cadastro de Novos Grupos

  • Solicitar a “habilitação do líder” junto à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação;
  • Após a habilitação do líder pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação, este deverá acessar o site para o cadastro do grupo que, posteriormente, será certificado pela USC para serem disponibilizados na Base Corrente do CNPq.

Obs.1: Para acessar o site de líderes são solicitados o CPF e a senha de acesso, que é a mesma senha utilizada para acessar o Currículo Lattes.

Obs.2: A certificação é perdida se o líder não atualizar as informações de seu grupo por mais de 12 meses.

 Por que é importante?

O Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil (CNPq) constitui-se em base de dados que contém informações sobre os grupos de pesquisa em atividade no País. As informações contidas no Diretório dizem respeito aos recursos humanos constituintes dos grupos, às linhas de pesquisa em andamento, às especialidades do conhecimento, aos setores de aplicação envolvidos, à produção científica, tecnológica e artística.

Qualquer outra dúvida, entrar em contato pelo e-mail posgraduacao@usc.br ou pelos telefones: (14) 2107-7340(14) 2107-7340 / 7112 ou 7034.

Manual de Pesquisa clique aqui

 GRUPOS DE PESQUISA

O grupo de pesquisa tem como objetivo principal criar um espaço de convívio e discussão entre as mais diversas áreas das Engenharias da USC, trazendo à tona um problema que faz parte de todos os campos, seja humanos, biológicos ou mesmo exatas que é o USO EFICIENTE DE ENERGIA E A SUSTENTABILIDADE. Com o foco em estudos em eficiência energética, sustentabilidade e fontes alternativas de energia, o grupo pretende desenvolver projetos teóricos e práticos, além de projetos de extensão, voltados à conscientização da população sobre o uso da energia e também sobre as tecnologias existentes que podem auxiliar no uso eficiente e na sustentabilidade.

Líder: Prof. Dr. Danilo Sinkiti Gastaldello

Fomentar a iniciação científica para estudantes da graduação. Oportunizar momentos de estudo por meio de cursos de extensão. Reunir pesquisadores e profissionais para refletir de maneira crítica sobre os métodos de pesquisa. Disponibilizar um acervo de práticas de ensino que possa ser utilizado na formação de professores.

Líder: Prof.ª Dr.ª Luciana Ponce Bellido Giraldi

O Grupo de Estudo e Pesquisa (GEPEEID) trabalha na perspectiva histórico-crítica discutindo os aspectos culturais, sociais, econômicos, políticos envolvidos nos processos da educação especial, inclusiva e diversidade.

Líderes: Prof.ª Dr.ª Eliane Aparecida Toledo Pinto e Prof.ª Dr.ª Juliana Vechetti Mantovani

Líderes: Prof. Dr. Antonio Walter Ribeiro de Barros Junior e Prof. Dr. Leonardo de Almeida Stringaci

O Grupo de Estudos em Farmacologia e Assistência Farmacêutica (GEFAF) possui como objetivo promover a realização de projetos de pesquisa e debates, visando o desenvolvimento de ferramentas que permitam maior segurança no tratamento medicamentoso, promovendo assim estratégias que permitam um acesso mais amplo da população à assistência farmacêutica. Através da farmácia universitária da USC, estudos serão projetados para identificação de problemáticas relacionadas ao uso de medicamentos, visando a elaboração de estratégias efetivas para sanar os problemas observados nas populações estudadas, tal como pacientes analfabetos e pacientes com deficiência visual, permitindo assim uma maior inclusão destes indivíduos na atenção básica à saúde. Não obstante, o grupo realiza reuniões e debates sobre aspectos técnico-científicos, a fim de divulgar os conhecimentos obtidos em nossos estudos.

Líder: Prof. Dr. Alexandre Bechara

O grupo iniciou seus trabalhados visando aspectos relativos a prevalência de disfunções do assoalho pélvico e diástase do músculo reto abdominal em mulheres em situações ocupacionais, gestantes e no climatério. Outras abordagens são as alterações físicas ocasionadas em mulheres após tratamento para câncer de mama.

Líder: Prof.ª Dr.ª Gabriela Marini

O principal objetivo do grupo é promover técnicas para o melhoramento das condições físicas, químicas e biológicas do solo com o aproveitamento de resíduos.

Líder: Prof. Dr. Thomaz Figueiredo Lobo

Caracterizar o microambiente imunológico em diferentes condições inflamatórias e infecciosas, correlacionando os padrões de resposta com características clinicas, assim como fatores intrínsecos e extrínsecos potencialmente envolvidos na determinação da resposta.

Líder: Prof.ª Dr.ª Ana Paula Fávaro Trombone Garlet

e-mail: ana.garlet@usc.br

A recuperação de nervos periféricos tem sido estudada por muitos laboratórios em todo mundo, especialmente nas últimas décadas. Com o avanço da tecnologia, a consequente produção de equipamentos mais sofisticados, a microcirurgia vem ganhando cada vez mais espaço no campo da investigação experimental referente aos nervos periféricos. Este grupo de estudo e pesquisa, objetiva fornecer novos dados a respeito da recuperação do nervo periférico, e músculo estriado esquelético, lesados experimentalmente.

Líder: Prof. Dr. Geraldo Marco Rosa Junior

e-mail: geraldo.junior@usc.br

O grupo de pesquisaAspectos Moleculares do Helicobacterpylori e das Doenças Gástricas é composto por pesquisadores de diversas áreas de atuação e tem como principal proposta o estudo molecular das doenças gástricas e do H. pylori.

Líder: Prof. Dr. Lucas Rasmussen

e-mail: lucas.rasmussen@usc.br

Este grupo de pesquisa possui por objetivo realizar trabalhos que procurem elucidar mecanismos pelos quais o relógio biológico molecular endógeno regula os aspectos metabólicos e reprodutivos dos organismos, por meio de experimentos in vitro e in vivo. Líder: Prof.ª Dr.ª Rita Luiza Peruquetti

e-mail: rita.peruquetti@usc.br

O grupo de estudos em Sistemática e Evolução busca entender os padrões observados em diferentes grupos zoológicos bem como os processos envolvidos no relacionamento e evolução destes grupos. Também busca conhecer a biodiversidade, com especial ênfase em crustáceos, e entender seus padrões de distribuição. A inclusão e estudo de fósseis é um componente informativo e temporal essencial nestes estudos. Além disso, o conhecimento de ciclos de vida e importância biológica das espécies estudadas nas cadeias tróficas faz parte da abordagem complementar das diferentes linhas de pesquisa incluídas neste grupo.

Líder: Prof. Dr. William Ricardo Amâncio Santana

e-mail: william.santana@usc.br

Grupo que estuda as proteínas da família PLUNC (BPIF) que apresentam similaridade com moléculas do sistema imune inato como, por exemplo, BPI (proteína de aumento de permeabilidade bactericida), LBP (Proteína de ligação de lipopolissacarídeo) e LPS (lipopolissacarídeo), e consequentemente podem apresentar um papel de defesa imunológica na cavidade bucal. Todos os grupos envolvidos neste projeto de pesquisa estudarão a saliva como potencial fonte de biomarcadores diagnósticos.

Líder: Prof.ª Dr.ª Andreia Aparecida Silva

Esse grupo visa conhecer melhor o impacto no perfil dos pacientes tratados ortodonticamente dentre as diversas técnicas indicadas para os diferentes tipos de má oclusão. O julgamento do impacto no perfil dos pacientes será estudado com a avaliação dos próprios pacientes e de leigos, visando dessa forma entender as exigências dos pacientes para individualizar os planos de tratamento visando atender suas expectativas.

Líder: Prof.ª Dr.ª Ana Cláudia de Castro Ferreira Conti

Neste grupo busca-se investigar microscopicamente o padrão de reparo de procedimentos reconstrutivos alveolares, tanto em relação aos biomateriais existentes e/ou em desenvolvimento, quanto a tecnicas operatórias. A reconstrução alveolar é um dos temas mais estudados atualmente pela necessidade de simplificação de procedimentos, desenvolvimento de novas alternativas para a aumento do volume dos rebordos edêntulos, viabilizando reabilitações implantossuportadas, assim como saúde e estética dos tecidos ao seu redor.

Líder: Prof. Dr. Hugo Nary Filho

Grupo que investiga soluções existentes utilizando a tecnologia cad/cam para odontologia, quer seja na área de reabilitação oral, prótese, implantodontia ou cirurgia. da mesma forma, desenvolve a busca de novas aplicações, incluindo softwares, equipamentos e fluxos de trabalho. Dentro da evolução da odontologia, trata-se do mais sofisticado e preciso recurso disponível atualmente, contudo, ainda demandando maior entendimento e aperfeiçoamento desta ferramenta.

Líder: Prof. Dr. Hugo Nary Filho

Verificar, laboratorialmente e clinicamente, o desempenho dos diferentes materiais odontológicos em desenvolvimento ou já disponíveis no mercado. Os resultados dos trabalhos serão apresentados ao público (Cirurgiões-dentistas) em forma de artigo, mostrando as vantagens e desvantagens de cada um deles, assim como orientar o manuseio desses materiais.

Líder: Prof.ª Dr.ª Marcela Pagani Calabria

As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) se tornaram a principal prioridade na área da saúde no Brasil, sendo que 72% das mortes ocorridas em 2007 foram atribuídas a elas. Apesar da mortalidade bruta causada pelas DCNT ter aumentado 5% entre 1996 e 2007, a mortalidade padronizada por idade diminuiu 20%. A diminuição ocorreu particularmente em relação às doenças cardiovasculares e respiratórias crônicas, em conjunto com a implementação bem sucedida de políticas de saúde que levaram à redução do tabagismo e à expansão do acesso à atenção básica em saúde. No entanto, é importante notar que atualmente a prevalência de diabetes melitus (DM) e hipertensão arterial (HA) esta aumentando, paralelamente à prevalência de obesidade. Estudos apontam que o exercício físico contribui significativamente para o controle dos fatores de risco das DCNT, assim como, na melhora ou manutenção dos biomarcadores cardiorrespiratórios e funcionais, especificamente em indivíduos com DM, HA e obesidade.Contudo, pouco se sabe da influência de programas de fisioterapia aquática nos biomarcadores cardiorrespiratórios e funcionais de indivíduos com DCNT. Objetivos: 1 - Estudar os processos de avaliação e intervenção aquática no sistema cardiorrespiratório. 2 - Promover o desenvolvimento tecnológico e inovações em fisioterapia aquática e sua aplicabilidade na funcionalidade, considerando-se os seguintes níveis de atenção à saúde: prevenção, tratamento e reabilitação. 3 - Contribuir com a evolução profissional e aprimorar as ações em saúde em indivíduos hígidos ou com DCNT. 4 - Comparar os efeitos de programas de fisioterapia aquática com os programas de exercícios praticados no solo, nos parâmetros cardiorrespiratórios e funcionais de indivíduos hígidos ou com DCNT.

Líderes: Prof. Dr. Eduardo Aguilar Arca

e-mail: eduardo.arca@usc.br

O Grupo de Pesquisa envolve três linhas de pesquisa, pesquisadores e alunos que desenvolvem trabalhos na reutilização de baterias de íon-lítio no controle da poluição, no gerenciamento dos resíduos perigosos e envolve também o estudo do ensino de química de maneira mais sustentável.

Líder: Prof.ª Dr.ª Beatriz Antoniassi Tavares

e-mail: beatriz.tavares@usc.br

O grupo tem como principais linhas de pesquisa a Corrosão e Eletrodeposição, Eletrocatálise, Eletroquímica Ambiental, Polímeros Condutores e Novos Materiais.

Líder: Prof. Dr. Herbert Duchatsch Johansen

e-mail: herbert.johansen@usc.br

Este grupo sobre o Ensino de Língua e Literatura desenvolve estudos sobre linguagem, práticas educativas e seu viés tecnológico no ensino de língua e literaturas. Na área de Tradução Comparativa em Literatura desenvolvemos também pesquisas e trabalhos sobre a Tradução comparada e o papel do tradutor nas várias vertentes da literatura.

Líder: Prof.ª Dra. Rosilene Rocha Bombini

e-mail: rosilene.bombini@usc.br

Desenvolvimento de novas tecnologias, de estudo dirigido, pesquisa e práticas pedagógicasnas áreas das Ciências Humanas, Ciências Sociais, Exatas e da Saúde.

Líder: Prof. Dr. Antônio Walter Ribeiro de Barros Junior

e-mail: walter.junior@usc.br

O Grupo de Pesquisa “Gênero, sexualidade e sociedades” busca compreender as variações culturais e históricas da constituição do feminino, do masculino, do corpo, das relações afetivas e das maneiras de instituir e gerir a sexualidade. Integra pesquisadores das áreas da História, Psicologia, Pedagogia e Educação, com a finalidade de desenvolver pesquisas nas linhas de História, Gênero e Relações de Poder e Sociedade, Gênero e Saúde.

Líder: Prof.ª Dr.ª Lourdes Madalena Gazarini Conde Feitosa

e-mail: lourdes.feitosa@usc.br

Os produtos das pesquisas abordadas pelo grupo de musicologia têm sido publicados em importantes periódicos nacionais e valeu convite para participar de mesa redonda sobre Interdisciplinary perspectives onBrazilianmusic, cultureandidentity no 19º Congresso da InternationalMusicologicalSociety 2012 na cidade de Roma.

Líder: Prof. Dr. Marcos da Cunha Lopes Virmond

e-mail: marcos.virmond@usc.br

O grupo de pesquisa é composto por docentes da USC e de outras instituições, além de estudantes de Graduação e Pós-Graduação da USC. Desenvolve trabalhos relacionado ao tema Regeneração Tecidual, onde novos materiais, terapias e protocolos de
tratamentos são desenvolvidos e o desempenho avaliado em modelo animal.

Líderes: Prof.ª Dr.ª Ângela Mitie Otta Kinoshita

e-mail: angela.kinoshita@usc.br 

O grupo de Pesquisa "Fisioterapia Cardiorrespiratória" tem por objetivo avaliar as respostas cardiovasculares, metabólicas, musculares, ventilatórias e subjetivas em indivíduos saudáveis e com disfunções cardiorrespiratórias, antes e após intervenções fisioterapêuticas, em todos os níveis de atenção à saúde. Este grupo de pesquisa é interinstitucional (USC/UFSCar).

Líder: Prof.ª Dr.ª Bruna Varanda Pessoa Santos

e-mail: bruna.santos@usc.br

Caracterização das variáveis metabólicas, ventilatórias, hemodinâmicas e percepção dos sujeitos saudáveis e com disfunções cardiorrespiratórias por meio de diversos testes funcionais e autonômicos. Avaliação e comparação do efeito de diversos protocolos de exercícios físicos fisioterapêuticos em sujeitos aparentemente saudáveis e em diversas populações com disfunções cardiorrespiratórias e metabólicas.

Líder: Prof.ª Dr.ª Bruna Varanda Pessoa Santos

e-mail: bruna.santos@usc.br

O grupo tem apresentado trabalhos em eventos científicos e publicado trabalhos em revistas da área.

Líder: Prof.ªDrª Camila Gimenes

e-mail: camila.gimenes@usc.br

O Grupo de pesquisa intitulado “Utilização de mini-implantes na mecânica ortodôntica” tem por finalidade contribuir para o conhecimento dos fatores associados ao tratamento ortodôntico com utilização de ancoragem esquelética. Atualmente desenvolve trabalhos junto à graduação e pós-graduação em Odontologia da Universidade do Sagrado Coração por meio de projetos de iniciação científica e dissertações de mestrado.

Líderes: Prof.ª Dr.ª Renata Rodrigues de Almeida Pedrin

e-mail: renata.pedrin@usc.br

O grupo de estudos em oncologia experimental surgiu pela necessidade de ampliar estudos nesta área e difundir conhecimentos na área de oncologia. A formação do grupo começou em um projeto de extensão dentro da Universidade do Sagrado Coração que repercutiu entre os estudantes dos cursos do Centro de Ciências da Saúde mostrando grande interesse e a necessidade de organização e orientação para desenvolvimento de projetos de pesquisa nesta área.

Líder: Prof.ª Dr.ª Dulce Helena J. Constantino

O principal interesse de pesquisa do grupo é identificar, analisar e controlar fatores de risco associados ao desenvolvimento de doenças crônicas. Além disso, as pesquisas tem priorizado a ampliação do conhecimento com relevância clínica, em especial àqueles relacionados à saúde comunitária.

Líder: Prof.ª Dr.ª Letícia Carnaz

e-mail: leticia.carnaz@usc.br

Identificar o perfil epidemiológico da população brasileira para desenvolver políticas públicas de saúde com resolutividade. Os resultados dos trabalhos desenvolvidos, baseados nessas linhas de pesquisa, serão voltados para o desenvolvimento de ações de promoção de saúde, assim com educação para a população.

Líder: Prof.ª Dr.ª Marcela PaganiCalabria

e-mail: marcela.calabria@usc.br

O aumento da esperança de vida ao nascer e a queda da fecundidade no País, somado à descoberta de novos medicamentos, tecnologias e estilos de vida têm contribuído diretamente para o crescimento da população idosa. Considerando que o processo de envelhecimento é complexo e que se inicia desde a concepção, o objetivo geral deste projeto é: 1- Avaliar a qualidade de vida com relação aos aspectos biopsicossociais nas diversas fases do ciclo vital considerando fatores como capacidade funcional, independência, autonomia, ambiente, ocupação, cultura, saúde, doença e educação; 2- Investigar os efeitos dos fatores que interferem na qualidade de vida durante o processo de envelhecimento e a velhice.; 3- Avaliar, aplicar e validar protocolos e programas de intervenção que tenham como objetivo melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivenciam as diversas fases do envelhecimento.

Líder: Prof.ª Dr.ª Maria Amélia Ximenes Correia Lima

e-mail: maria.lima@usc.br

Atualmente, as políticas nacionais de saúde da mulher são direcionadas ao atendimento integral com propostas que priorizam a promoção da saúde, além da prevenção e assistência, por meio da Política Nacional de Assistência Integral à Saúde da Mulher
(PNAISM). Estas ações inferem na redução dos agravos por causas preveníeis e evitáveis, sendo um dos enfoques, a atenção obstétrica, o planejamento familiar e a atenção ao abortamento inseguro. Vale ressaltar nas políticas públicas, a efetivação de vários programas direcionados a saúde da mulher como câncer de colo do útero e de mama, atenção o climatério e menopausa e aleitamento materno. Portanto, considerando-se a contextualização de saúde funcional que envolve a própria condição de vida saudável, explorada ao máximo pelas competências (motoras, intelectuais, expressivas, relacionais) das pessoas, segundo suas características físicas ou psicológicas, a saúde da mulher tende a ser vista como uma ação interdisciplinar, que permeia ações de promoção à saúde e prevenção.

Líder: Prof.ª Dr.ª Marta Helena Souza De Conti

e-mail: marta.conti@usc.br

Compreender os processos biológicos das interações de condições sistêmicas e de drogas no desenvolvimento e na evolução de lesões de caráter infeccioso (gengivite e periodontite) e não infeccioso (trauma oclusal) no periodonto.

Líder: Prof.ª Dr.ª Mirella Lindoso Gomes Campos

e-mail: mirella.campos@usc.br

Atendimento e acompanhamento de portadores de feridas, mediante protocolo sistematizado, sendo o paciente avaliado por uma equipe multi e interdisciplinar, através de metodologias assistenciais, protocolos e novos produtos, objetiva atender pacientes com feridas arteriais, venosas, neuropáticas e traumáticas, estabelecendo condutas para a cicatrização, orientação e estímulo para mudanças de hábitos que comprometam seu estado de saúde e melhoria da qualidade de vida destes indivíduos.

Líderes: Prof.ª Dr.ª Márcia Aparecida Nuevo Gatti e Prof.ª Dr.ª Sandra Fiorelli Penteado de Almeida Simeão

e-mail: marcia.gatti@usc.br / ssimeao@usc.br

[accordion][item title=" Grupo: Propriedades de Materiais Odontológicos"]

O esclarecimento das propriedades físico-química e biológicas e capacidade antimicrobiana de cimentos curativos e soluções odontológicas poderão proporcionar respostas clínicas relevantes e benefícios ao paciente.

Líder: Prof. Dr. Paulo Henrique Weckwerth

e-mail: paulo.weckwerth@usc.br

É preciso entender o conceito de normalidade nos indivíduos, com os passar dos anos, para exercer com excelência o tratamento ortodôntico, em qualquer idade. Como o ser humano, sempre que possível busca estender sua jovialidade, planos de tratamento adequados devem ser determinados baseando-se na mensuração das alterações ocorridas no sorriso, como comprimento e espessura dos lábios, tipo de sorriso e o arco do sorriso, para determinar parâmetros de normalidade na população. Estudos longitudinais que avaliam as alterações que acontecem no sorriso, ao longo do tempo devem ser realizados. É necessário avaliar também o impacto das terapias ortodônticas sobre a estética facial considerando a opinião de especialistas e pessoas leigas ao assunto.

Líder: Prof.ª Dr.ª Renata Rodrigues de Almeida Pedrin

e-mail: renata.pedrin@usc.br

Embora a função seja essencial para a saúde da boca, ter um sorriso esteticamente harmonioso é condição primordial para elevar a autoestima das pessoas, sobretudo na sociedade moderna. Além de um novo sorriso os pacientes na maioria das vezes conseguem melhorar a capacidade mastigatória o que também parece contribuir muito para aumentar sua autoestima. A estética é fundamental na vida das pessoas tanto no aspecto de inclusão como no de exclusão. A aparência facial exerce um importante papel no julgamento da atratividade pessoal e também no desenvolvimento da autoestima. Assim, torna-se necessário avaliar a influencia dos tratamentos ortodônticos na qualidade de vida e autoestima dos pacientes, uma vez que a percepção da aparência, principalmente da face, afeta a saúde e o comportamento social.

Líder: Prof.ª Dr.ª Renata Rodrigues de Almeida Pedrin

e-mail: renata.pedrin@usc.br

A investigação das manifestações bucais na criança tem como objetivo a orientação de condutas diagnósticas, terapêuticas e preventivas nesta população. Além disso, poderá subsidiar o estabelecimento de políticas públicas com o intuito de minimizar ocorrências dos agravos com melhoria da qualidade de vida.

Líderes: Profª Dr.ª Solange de Oliveira Braga Franzolin e Prof.ª Dr.ª Sara Nader Marta

e-mail: solange.franzolin@usc.br / sara.marta@usc.br

Grupo de pesquisa destinado ao estudo biomecânico de implantes e componentes utilizados para reabilitações orais, visando a observação de situações de risco e otimização de uso dos componentes atuais e indicação de possíveis desenvolvimentos.

Líder: Prof. Dr. Hugo Nary Filho

Grupo formado por professores Doutores com participação ativa na Pós- graduação Stricto-Sensu em Biologia Oral, área de concentração Implantologia, da Universidade do Sagrado Coração (USC), Bauru, SP.

Líder: Prof. Dr. Thiago Amadei Pegoraro

Investigação das Disfunções do Sistema Estomatognático: incidência e prevalência na populacão estudada. Estudo dos fatores predisponentes e desencadeantes associados às disfunções, qualidade de
vida, estresse e distúrbios do sono.

Líder: Prof. Dr. Valdey Suedam

O objetivo do grupo é pesquisar sobre as complicações bucais oriundas da terapêutica oncológica, em especial, a osteonecrose dos maxilares induzida por bisfosfonatos, abordando métodos de diagnóstico e tratamento.

Líder: Prof.ª Dr.ª Camila Lopes Cardoso

e-mail: camila.cardoso@usc.br

O grupo possui como objetivo estudar o comportamento, in vivo e in vitro, de materiais utilizados na clínica odontológica, lançados recentemente no mercado. Para as avaliações in vivo são realizadas restaurações em pacientes e avaliadas ao longo do tempo e para as avalições in vitro são realizadas restaurações em dentes humanos indicados para extração e avaliados alguns parâmetros correlacionados com o comportamento clínico do material.

Líder: Prof.ª Dr.ª Karin Cristina da Silva Modena e Prof.ª Dr.ª Marcela PaganiCalabria

e-mail: karin.modena@usc.brmarcela.calabria@usc.br

Atividades de avaliação do estado nutricional, diagnóstico nutricional, conduta e intervenção dietoterápica e acompanhamento ambulatorial. Atividades promotoras de alimentação e saúde nas diferentes fases do ciclo vital, visando proporcionar nutrição adequada em busca da qualidade de vida.

Líder: Prof.ª Dr.ª Roseli A. Claus B. Pereira

e-mail: rpereira@usc.br

Propõe-se estudar doenças negligenciadas, em particular a hanseníase, no que tange aspectos amplos de sua epidemiologia, políticas de saúde, prevenção e tratamento, abordando esta doença do ponto de vista de várias área, como a odontologia, a anatomia, patologia e outros aspectos de interesse para melhor compreender sua história natural e seu controle.

Líder: Prof. Dr. Marcos da Cunha Lopes Virmond

e-mail: marcos.virmond@usc.br

O GPECC – Grupo de Pesquisa em Engenharia e Ciência da Computação tem como objetivo realizar pesquisas científicas tecnológicas nas mais diversas áreas da Engenharia de Computação e Ciência da Computação. O grupo atualmente possui 8 linhas de pesquisa: Automação e Controle, Banco de Dados, Computação Gráfica e Processamento de Imagens e Sinais, Engenharia de Software, Inteligência Artificial, Redes e Sistemas Distribuídos e Computação Aplicada. O grupo conta com publicações em eventos científicos e periódicos nacionais e internacionais, contribuindo para a formação de recursos humanos, contando alunos de Iniciação Científica e extensão universitária, além de docentes da graduação e pós-graduação.

Líder: Prof. Dr. Elvio Gilberto da Silva

e-mail: egsilva@usc.br

O grupo tem realizado avaliações de bioprodutos com atividade de inibição de crescimentos de diferentes agentes infecciosos. Temos um trabalho concluído e em fase de aprovação para publicação e um projeto de iniciação científico (FAP) aprovado para ano 2012/2013. Temos realizados também Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) nessa linha de investigação com o objetivo de despertar nos estudantes o interesse e vocação pela pós-graduação e pesquisa.

Líder: Prof.ª Dr.ª Silvana TorossianCoradi

e-mail: silvana.coradi@usc.br

Abordagem do conceito e importância da qualidade de vida nos diversos grupos, pesquisa de instrumentos existentes para a sua mensuração e abordagem estatística e, ainda, reflexão sobre a aplicabilidade na realidade dos grupos pesquisados.

Líder: Prof.ª Dr.ª Sandra Fiorelli de Almeida Penteado Simeão

e-mail: ssimeao@usc.br

Identificar, monitorar, planejar e intervir sobre os determinantes de saúde modificáveis (do ambiente e do estilo de vida) e as ações que capacitem os indivíduos e populações a terem maior controle sobre sua saúde. Além disso, destacam-se as ações voltadas para formação com foco no ensino, pesquisa e extensão.

Líder: Sara Nader Marta

e-mail: sara.marta@usc.br

Líder: Prof. Dr. Tadeu Antônio Fernandes da Silva Junior
Estudar e pesquisar possíveis compostos bioativos presentes em resíduos agroindustriais descartados por indústrias extrativas e de insumos vegetais. Avaliar atividades biológicas de extratos com potenciais para desenvolvimento de novos produtos.

Líder: Prof. Dr. Marcelo Telascrêa

Líder: Prof.ª Dr.ª Rosilene Frederico Rocha Bombini
Líder: Prof.ª Dr.ª Élcia Maria Varize

O presente grupo de pesquisa tem trabalhado no desenvolvimento de novos materiais endodônticos. Além disso, produtos comercialmente disponíveis no mercado, tem sido avaliados quanto as suas propriedades físicas, químicas e biológicas

Líder: Prof. Dr. Guilherme Ferreira da Silva

O grupo de pesquisa tem como intuito analisar as propriedades mecânicas e biológicas de próteses implantossuportadas e implantes dentários. O objetivo é estudar o comportamento biomecânico e distribuição de tensões ao redor da região peri-implantar, assim como componentes e estruturas associadas à prótese implantossuportada. Outra vertente do grupo é avaliar as propriedades biológicas em implantes dentários tendo como enfoque principal a ampliação/manutenção de taxas de sobrevivência e sucesso dos implantes dentários osseointegráveis.

Líder: Prof. Dr. Joel Ferreira Santiago Junior

Líder: Prof. Dr. José Fernando Scarelli Lopes
O grupo busca o trabalho da investigação e promoção do Aleitamento Materno, por meio da atuação de diferentes profissionais da saúde. Foram desenvolvidos trabalhos de Iniciação Científica, TCC, monografias de especialização e dissertações. Além disso, os profissionais envolvidos participam de eventos científicos relacionados ao tema e desenvolvem trabalhos junto a comunidade.

Líder: Prof.ª Dr.ª Sandra de Oliveira Saes

Avaliação das condições bucais do paciente com deficiência

Líder: Prof.ª Dr.ª Sara Nader Marta

Resumo: Este grupo de pesquisa objetiva investigar os fatores causais e efeito de intervenções terapêuticas em disfunções músculo-esqueléticas, redução da mobilidade e risco de quedas em idosos com a utilização de instrumentação biomecânica como ferramenta de análise. Os resultados de nossos estudos visam corroborar para o desenvolvimento de intervenções preventivas e terapêuticas mais eficazes na fisioterapia.

Líder: Prof.ª Dr.ª Nise Ribeiro Marques

Resumo: Este grupo se inicia com o propósito de contribuir com a comunidade científica da fisioterapia cardiorrespiratória através de estudos que envolvam recursos diagnósticos, avaliativos e terapêuticos. Envolverá pesquisadores da graduação e pós-graduação que estejam interessados nesta área de pesquisa.

Líder: Prof. Dr. Bruno Martinelli

Resumo: Estudo que permitirá o melhor entendimento dos fatores relacionados ao crescimento e desenvolvimento para craniofacial implementando o diagnóstico e terapêutica ortodôntica.

Líder: Prof. Dr. Leopoldino Capelozza Filho

Líder: Prof.ª Dr.ª Leila Maria Gumushian Felipini
Resumo: Pesquisas desenvolvidas como Trabalho de Conclusão de Curso e Iniciação Científica em áreas variadas da tradução.

Líder: Prof. Dr. Marcelo Salles Munerato
Resumo: O grupo de profissionais tem como intuito pesquisar os métodos e inovações existentes na documentação odontológica através das imagens digitais (Fotografia e Scanner) para atingir a excelência nos diagnósticos, sempre buscando e aprimorando novas técnicas de avaliação da região da cabeça e pescoço na grande área da odontologia, através das metodologias avançadas de pesquisas científicas atuais.


Líder: Prof. Dr. Anderson Antônio da Conceição Sartori
Resumo: Capacitação em ferramentas geotecnológicas. Estudos técnicos e científicos voltado para área acadêmica. Participação e promoções de eventos relacionados às linhas de pesquisas pertinentes.

Receba nossas notícias
USC - Sagrado Coração

(14) 2107-7000
(14) 99825-8771

© 2018 | USC - Universidade do Sagrado Coração. Todos os direitos reservados.

Site Seguro