IV Jornada de Arquitetura e Urbanismo




O evento

Projetar consiste em buscar soluções que alinhem a demanda do usuário, sociedade e, recentemente mas não menos importante, o conceito sustentabilidade. Embora este conceito sofra atualmente exaustão pelo seu uso abusivo, ele continua sendo de extrema importância.

No âmbito da construção civil muitos aspectos negativos sob o ponto de vista sustentável ainda são verificados, tais como: o contínuo desperdício de materiais, a geração de entulho e os impactos prejudiciais que a construção convencional gera no meio ambiente.

Tendo isso como foco, a IV Jornada de Arquitetura e Urbanismo aborda a questão da sustentabilidade tendo a arquitetura responsável como alternativa viável. Assim a utilização de técnicas e materiais alternativos serão abordados por profissionais que utilizam-se desses meios em suas atividades profissionais no campo da arquitetura.

Data limite para inscrições: 19/05/2017

Período

29 e 30/05/2017

* Data limite para inscrições:


Mais detalhes

APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS
  1. Data limite para submissão: 24/04/2017
  2. Título
  3. Área (áreas que se designa o trabalho):
      • Arquitetura e Urbanismo
  1. Nome do autor: Limite de 2 trabalho(s) por autor
  2. Coautores:Não há limite de coautores para o trabalho
  3. Resumo
  4. Palavras Chave
  5. Categorias:
      • Painel

REALIZAÇÃO

Centro de Ciências Exatas e Sociais Aplicadas

  • Curso de Arquitetura e Urbanismo

Programação

Palestra de Abertura: Projetos e construções a partir da estrutura de contêineres marítimos: técnicas e desafios

Palestrante:
Celso Costa Filho Celso Costa Filho nasceu em 1972, na cidade de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. Sua trajetória rumo à formação de arquiteto se deu desde os primeiros anos da infância, vividos dentro do escritório de arquitetura da família, em meio a desenhos, projetos e cronogramas de obras. No ano 2000, formou-se arquiteto pela Universidade para o Desenvolvimento da Região do Pantanal - UNIDERP. No início da carreira, dedicou-se a arquitetura social, sendo responsável pela construção de mais de 470 casas pelo sistema de mutirão nos estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo. Juntamente com o pai, Celso Costa (considerado o mais conceituado arquiteto de hospitais do Brasil) e os irmãos, que também são arquitetos, já são mais de 07 milhões de metros quadrados projetados. Desde 2010 dedica-se à pesquisa de projetos sustentáveis, e de rápida execução. É casado com a jornalista Alexsandra Oliveira, com quem fundou a COSTA CONTAINER ARQUITETURA, empresa pioneira na construção de casas a partir da estrutura de containers. Arquitetura sustentável Foi por constatar os aspectos negativos das construções convencionais (desperdício de materiais, geração de entulho, grandes impactos ao meio ambiente e os problemas decorrentes da mão de obra desqualificada), que o arquiteto Celso Costa Filho decidiu pesquisar um sistema construtivo realmente eficaz. Nesse contexto, encontrou a arquitetura em containers e durante quatro anos dedicou-se intensamente a essa pesquisa. Ele chegou à conclusão de que os containers poderiam oferecer muito mais do que um simples estilo arquitetônico. Suas pesquisas apontaram no sentido da logística reversa – ou seja, ao reaproveitar containers que foram descartados em seus projetos arquitetônicos, estaria contribuindo para a destinação final ambientalmente correta desses contentores, e ainda poderia oferecer aos seus clientes um sistema construtivo dinâmico e muito eficiente. Dinâmico, porque os containers podem ser colocados lado a lado, agrupados ou até empilhados para atender aos mais variados projetos, desde simples unidades habitacionais ou comerciais até empreendimentos bastante complexos. Eficiente, na medida em que possibilitam a execução de uma obra limpa, com prazo de execução e custos, geralmente, menores, se comparados a uma obra de alvenaria, por exemplo. Em recente entrevista, Celso fez um comparativo entre os dois sistemas construtivos (alvenaria e containers) e ressaltou a principal diferença entre eles. “Para construir um pilar e uma parede numa casa de alvenaria vamos precisar de madeira, prego, escoras, ferro, cimento, areia, muita água, tijolos, betoneira, luz elétrica para fazer funcionar a betoneira, pedreiro, ajudante de pedreiro, carpinteiro, armador, mestre de obra e até uma ajuda de São Pedro para que não chova; na casa container, a estrutura já está pronta, nós apenas vamos revesti-la. Essa é principal diferença!”. A primeira casa de container assinada pelo arquiteto Celso Costa Filho foi projetada a partir de um container marítimo de 40 pés, que mede aproximadamente 30 metros quadrados, com um quarto, um banheiro, sala de TV e cozinha americana. Na parte externa, um deck ecológico em uma das laterais da casa. E para auxiliar na regulagem da temperatura interna foi projetado um telhado verde. Até meados de 2016, o arquiteto já projetou mais de 50 empreendimentos com containers. Antes de iniciar um projeto, o arquiteto Celso Costa Filho faz uma avaliação do terreno onde a casa será instalada, e sempre que possível evita a derrubada de árvores, a utilização de terraplenagem e aterros. Uma das características dos seus projetos é manter ao máximo as condições naturais do terreno, e deixar o solo 100% permeável. Isso permite uma economia no orçamento, uma vez que elimina os gastos prévios que uma obra convencional exige. E também contribui para o escoamento das águas, e sua possível reutilização. Outro fator importante é o intenso estudo de conforto ambiental presente em todos os projetos assinados pelo arquiteto. É esse estudo que garante a projeção de ambientes arejados e com temperatura sempre agradável no interior das casas de container, com ampla utilização da ventilação natural e sem a necessidade do uso constante do ar condicionado. Ao considerar o conforto térmico dos usuários, a economia de energia elétrica e a sustentabilidade, o arquiteto Celso Costa Filho segue as principais tendências da arquitetura mundial. Ele é considerado atualmente um dos mais gabaritados profissionais em atuação no ramo da arquitetura em containers.

Horário: 19h30 às 22h
Local: Auditório João Paulo II

Apresentação de Trabalhos
Horário: 18h às 19h
Local: Será no Bloco J 2 andar (Próximo a sala dos professores) ou no Hall do Auditório João Paulo II ( A confirmar)

Mesa Redonda: Arquitetura Responsável

Palestrantes:
M.e Eduardo da Silva Pinto possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade do Sagrado Coração (2013) e mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2016). Atualmente é agente de fiscalização do CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SÃO PAULO. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: projetos urbanísticos, loteamentos fechados e arquitetura e construção com terra.

M.e Gabriel Fernandes dos Santos possui graduação em Design de Produto pela Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (2009). Pela mesma instituição, no Programa de Pós Graduação em Design, obteve o mestrado em Design na linha de pesquisa Planejamento de Produto (2014), sendo bolsista CAPES (dedicação integral). Atualmente é doutorando no mesmo Programa de Pós Graduação e linha de pesquisa (2017). Tem experiência na área do Design de Produto, com ênfase no Planejamento de Produto, atuando principalmente com os temas: Design Participativo, Sustentabilidade, Componentes Construtivos, Bambu, Terra e Resíduos Locais.

Lucas Ezias de Abreu Voluntário e bolsista do Projeto Bambu na Pós Graduação da UNESP - Bauru em 2011. Mais de 20 cursos de capacitação, eventos e palestras sobre o assunto. Profissional atuante na área do design em bambu trabalhando com estruturas geodésicas e meios de locomoção ( bicicleta) desde 2011.

Fábio Lopes Engenheiro Eletricista.

Horário: 19h30 às 22h
Local: Auditório João Paulo II

Apresentação de Trabalhos
Horário: 18h às 19h
Local: Será no Bloco J 2 andar (Próximo a sala dos professores) ou no Hall do Auditório João Paulo II ( A confirmar)


Investimento

Inscrições Valor
Alunos USC R$ 35,00
Alunos externos R$ 45,00
Profissionais R$ 50,00
Egressos R$ 35,00

*professores e funcionários da USC: entrar em contato com a Coordenadoria de Extensão e Ação Comunitária.

CONTATO

Prof.ª M.ª Tatiana Ribeiro de Carvalho 
E-mail: tatiana.carvalho@usc.br

Mais informações
Coordenadoria Geral de Extensão
Telefone: (14) 2107-7324 / 7398
E-mail: extensao@usc.br



Link deste artigo: https://www.usc.br/ivjau2017



Receba nossas notícias
USC - Sagrado Coração

(14) 2107-7000
(14) 99825-8771

© 2017 | USC - Universidade do Sagrado Coração. Todos os direitos reservados.

Site Seguro