Setembro Amarelo na USC

No mês de conscientização sobre o suicídio e os cuidados com a saúde mental, campus se mobilizou promovendo ações que reforçassem a ideia de apoio ao próximo




A Universidade do Sagrado Coração (USC) promoveu, durante o mês de setembro, uma série de ações de conscientização sobre o suicídio e os cuidados com a saúde mental. Com eventos físicos e atividades em redes sociais digitais de cunho informativo, a comunidade acadêmica se mobilizou com o intuito de reforçar a ideia de apoio ao próximo e estar atento aos sinais de uma possível vítima.

No dia 19 de setembro, o Projeto de Extensão Psicologia, Saúde e Comunidade promoveu um cine-fórum com ações e diálogos com a comunidade sobre a importância do cuidado com a saúde mental, exibindo o filme "As vantagens de ser invisível", de Stephen Schbosky, seguido de um debate mediado pela psicóloga Gislaine Léa Silva Mondelli, do Centro de Apoio Psicossocial I (CAPS-1).

No dia 21 de setembro, os cursos de Enfermagem e Psicologia propuseram uma discussão sobre a importância de organizações que oferecem apoio emocional e previnem o suicídio, com a palestra "Prevenção do Suicídio - Enfermagem no Setembro Amarelo", ministrada por José Carlos dos Santos, representante do Centro de Valorização da Vida (CVV/Bauru).

Com o objetivo de refletir questões sobre o valor da vida e seus propósitos, a Pastoral da Univesidade (PdU) realizou a 2ª edição do Encontro Universitário #OMaiordeTodososPresentes, no dia 29 de setembro. Com a exibição do filme "O Presente", de Michael O. Sajbel, seguido de um debate com o coordenador do curso de Publicidade e Propaganda, M.e Vitor Pachioni Brumatti, o Encontro contou com momentos de partilha e conscientização.

Entre os dias 04 e 14 de setembro, a USC se mobilizou, de maneira geral, por meio de postagens em suas redes sociais para abordar as principais dúvidas em relação à Campanha do Setembro Amarelo, que é realizada anualmente em nível nacional, como iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). As autoras da ação, M.ª Ana Carla Vieira e M.ª Thelma Margarida de Moraes dos Santos, professoras do curso de Psicologia da USC explicam que a Campanha traz um impacto significativo na sociedade. “Considerando o grande número de pessoas que envolvem a comunidade acadêmica da nossa Universidade, os professores do curso de Psicologia não poderiam deixar de aproveitar a oportunidade de esclarecer sobre o Suicídio, sendo este um dos mais sérios problemas de saúde na atualidade. O tema é delicado, mas precisa deixar de ser tabu para que possamos encontrar formas de auxiliar, quem passa por estas dificuldades a enfrentar e se encorajar na busca de ajuda específica”, conta Vieira. “Como lidar com este contexto? Estando mais atento a quem está a nossa volta, pois, muitas vezes, as pessoas nos pedem “socorro” por vias indiretas. Uma das formas de prestar ajuda é estar disponível para ouvir, encorajando a pessoa no enfrentamento de sua dificuldade e buscar ajuda da família e de um profissional especializado. Fingir que nada está acontecendo seria, com certeza, uma forma do não enfrentamento deste problema e, a melhor solução ainda está no enfrentamento da situação e incentivar a conversa sobre o assunto, pois falar sobre o tema ainda é a melhor solução”, explica Moraes.

Já a Diretora do Centro de Ciências Humanas, Prof.ª Dra. Ketilin Mayra Pedro, que também participou do desenvolvimento da Campanha, fala sobre a importância de se discutir no ambiente acadêmico as questões relacionadas à saúde mental. “É imprescindível trazer as discussões sobre o suicídio para o âmbito acadêmico, uma vez que as estatísticas apontam um crescente número de jovens em situações de risco e vulnerabilidade emocional. É importante que os nossos estudantes sintam-se acolhidos no ambiente universitário e conheçam os serviços de ajuda”, aponta.

Em apoio à causa...

A Universidade, por meio da Clínica de Psicologia Aplicada, oferece atendimento psicológico gratuito para a comunidade de Bauru e região. Os interessados deverão ir pessoalmente até a Clínica e preencher uma ficha de inscrição. A partir do preenchimento, o interessado passa por uma Avaliação Psicológica e é encaminhado ao acompanhamento psicológico mais indicado.

A USC conta, também, com Serviço de Plantão Psicológico para atender e dar suporte a quem procura ajuda psicológica e não pode esperar. Os interessados devem se dirigir até a Clínica de Psicologia, que fica situado no Campus da USC, no bloco K, das 10h às 22h.  Vale ressaltar que o processo se desenvolve a partir da demanda em fila de espera, diferenciando de acordo com as vagas disponíveis para atendimento.

Entre os serviços oferecidos, podem ser citados:

  • O Suporte Psicológico ao estudante que visa oferecer, de modo prático e acolhedor, auxílio, suporte e orientações referentes às dificuldades emocionais como um todo (Contato: (14) 2107-7049 / (14) 2107-7050);
  • O Núcleo de Apoio Psicopedagógico que oferece acolhida e apoio psicopedagógico frente às dificuldades relacionadas à aprendizagem, adaptação e desempenho acadêmicos (Contato: (14) 2107-7390);
  • O Núcleo de Acessibilidade, que visa oferecer acolhimento, suporte e atendimento especializado aos estudantes com deficiências (Contato: stad@usc.br ou (14) 2107-7212).


Link deste artigo: https://www.usc.br/site/conteudo/7561-setembro-amarelo-na-usc.html
Tags: USC, Setembro Amarelo


Receba nossas notícias
USC - Sagrado Coração

(14) 2107-7000
(14) 99825-8771

© 2018 | USC - Universidade do Sagrado Coração. Todos os direitos reservados.

Site Seguro