Engenharia de Computação

Titulação: Bacharel

Duração: 4 anos

Lançamento: 2010

Período: Noturno

Reconhecimento: Portaria MEC – Nº 295 de 08/07/2016 Avaliação do MEC: Nota 4

Sobre o Curso

O engenheiro de computação projeta e constrói computadores, periféricos e sistemas que integram hardware e software. É também responsável pela produção de novas máquinas e equipamentos computacionais para serem utilizados em diversos setores.

Na USC, o bacharel em Engenharia de Computação tem uma formação generalista, humana, crítica e reflexiva, capacitando-o a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas.

Grade Curricular

Disciplina Carga Horária
Cálculo: Limite e Derivada 72 Horas
Física Cinemática e Dinâmica: Teórica e Prática 72 Horas
Introdução à Engenharia de Computação 72 Horas
Introdução à Lógica 72 Horas
Métodos e Técnicas da Pesquisa 72 Horas
Disciplina Carga Horária
Cálculo: Integração com uma Variável 72 Horas
Comunicação e Expressão 72 Horas
Ética e Cultura Religiosa 72 Horas
Física Hidrostática e Termologia: Teórica e Prática 72 Horas
Programação de Computadores 72 Horas
Disciplina Carga Horária
Cálculo: Funções com Várias Variáveis 72 Horas
Engenharia de Software 36 Horas
Estrutura de Dados 72 Horas
Física Eletrodinâmica e Eletromagnetismo: Teórica e Prática 72 Horas
Geometria Analítica e Álgebra Linear 72 Horas
Disciplina Carga Horária
Banco de Dados 72 Horas
Cálculo: Equações Diferenciais 72 Horas
Eletricidade Aplicada à Circuitos 72 Horas
Redes e Sistemas Distribuídos 72 Horas
Teoria dos Grafos 72 Horas
Disciplina Carga Horária
Cálculo Numérico 72 Horas
Circuitos Digitais 36 Horas
Computação Gráfica 72 Horas
Estatística 72 Horas
Linguagens Formais, Autômatos e Computabilidade 72 Horas
Disciplina Carga Horária
Aplicações de Sistemas Analógicos e Digitais 72 Horas
Compiladores 72 Horas
Eletiva I 72 Horas
Eletrônica 72 Horas
Inteligência Artificial 72 Horas
Disciplina Carga Horária
Análise e Processamento de Sinais 72 Horas
Automação e Controle 36 Horas
Eletiva II 72 Horas
Empreendedorismo 72 Horas
Estágio 200 Horas
Pesquisa de Prática em Engenharia de Computação 36 Horas
Trabalho de Conclusão de Curso I 36 Horas
Disciplina Carga Horária
Atividades Acadêmico-Científico-Culturais 228 Horas
Ciência do Meio Ambiente 36 Horas
Eletiva III 72 Horas
Princípios de Telecomunicações 36 Horas
Sistemas Embarcados 36 Horas
Sistemas Operacionais 72 Horas
Sociologia da Responsabilidade Social 72 Horas
Trabalho de Conclusão de Curso II 36 Horas


Corpo Docente

Titulação Especialização
Currículo Lattes
Qualificação Professor da Universidade do Sagrado Coração (2015-ATUAL) Mestrando( regular) em Saneamento pela UNESP-Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho"-Campus de Bauru ( 2017). Especialista em Gestão Ambiental pela Universidade Federal de São Carlos (2014). Professor concursado da Etec - Escola Técnica "Astor de Mattos Carvalho" - Polo Bauru. (à partir de 2013). Graduado em Matemática (Licenciatura Plena) pelo Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium (2007). Graduado em Engenharia Civil pela UNESP-Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho"-Campus de Bauru (1999). Possui experiência na área educacional há 15 anos em ensino médio e técnico. Diretor do Departamento de Uso e Ocupação dos Solos da Secretaria de Planejamento da Prefeitura Municipal de Bauru ( 2013-fev 2015) Membro do Conselho administrativo do Departamento de Água e Esgoto de Bauru-DAE (2009-2012).
Tempo de casa 3 Anos e 4 Meses
Titulação Doutorado
Currículo Lattes
Qualificação Doutor em Engenharia Elétrica, área Sistemas de Potência, pela POLI/USP/SP, área de previsão de demanda de energia e curvas de carga. Mestre em Engenharia Elétrica, área de Automação, pelo programa de Pós-Graduação FEB/UNESP/BAURU, área de sistemas subterrâneos de distribuição de energia, formado em Engenharia Elétrica na UNESP-BAURU. Pesquisador do LSISPOTI (Laboratório de Sistemas de Potência e Técnicas Inteligentes), estudo na área de Qualidade de Energia com auxílio de sistemas inteligentes, auxiliando aos alunos de graduação em pesquisa de iniciação científica e participação de P&D com concessionárias de energia. Professor de Engenharia Elétrica na Universidade Sagrado Coração, ministrando aulas de Aterramento, Comandos Elétricos, Eletromagnetismo, Instalações Elétricas e Automação de Processos. Formado em Técnico em Eletrônica com 4 anos de experiência na área de Automação Bancária (manutenção de equipamentos digitais em laboratório). Orientados de Iniciação Científica e de Trabalho de Conclusão de Curso na área de Eficiência Energética e Sustentabilidade, Qualidade de Energia, e Distribuição de Energia.
Tempo de casa 1 Ano e 4 Meses
Titulação Doutorado
Currículo Lattes
Qualificação Possui graduação em Análise de Sistemas pela Universidade do Sagrado Coração (1999), mestrado em Programa de Pós Graduação Em Ciência da Computação pelo Centro Universitário Eurípides de Marília (2004) e doutorado em Agronomia (Energia na Agricultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2009), é pós-doutorando em Ciências da Reabilitação pela Universidade de São Paulo - Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais. Trabalha atualmente como professor adjunto II na Universidade do Sagrado Coração, onde é coordenador dos cursos de Pós-graduação Lato Sensu em Engenharia de Software e Gestão e Governança em Tecnologia da Informação (GGTI). Já lecionou nas seguintes Instituições: Associação Educacional Nove de Julho (UNINOVE) e Anhanguera Educacional. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software, atuando principalmente nas seguintes linhas de pesquisa: Tecnologias de Informação e Comunicação nos Processos Educacionais, Inteligência Artificial, Redes e Sistemas Distribuídos e Computação Aplicada. Atualmente é líder e pesquisador do Grupo de Pesquisa em Engenharia e Ciência da Computação (GPECC).
Tempo de casa 17 Anos e 9 Meses
Titulação Mestrado
Currículo Lattes
Qualificação Possui Licenciatura em Ciências - Habilitação: Matemática pela Fundação Educacional de Bauru - FEB SP (1984), Mestrado em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP Bauru SP (2002) e Especialização em Gestão Educacional pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2007). Professora Assistente de Ensino Superior da Universidade Sagrado Coração - USC Bauru SP (1988) e PEB II - Matemática - Secretaria de Estado da Educação de São Paulo (1987). Desde 2002 exercendo a função de Vice Diretora da Escola Estadual Joaquim Rodrigues Madureira Bauru SP. Atua no Grupo de Pesquisa "Em Busca de um Referencial Teórico para Formação de Professores" na Universidade Sagrado Coração USC Bauru SP (2001). Membro Titular do Conselho Municipal de Educação de Bauru - CME Bauru SP (2008-2012). Membro Titular do Conselho do Curso de Matemática USC Bauru SP (2009). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Ensino e Aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino, fractais, geometria, formação de professores e aplicação de conceitos matemáticos.
Tempo de casa 29 Anos e 9 Meses
Titulação Mestrado
Currículo Lattes
Qualificação Possui graduação em Analise de Sistemas pela Universidade do Sagrado Coração (2001), possui Especialização em Sistema de Informação para Internet pela Universidade do Sagrado Coração (2003) e mestrado em ciência da computação da UNESP (2014). Atualmente é professor da Faculdade de Tecnologia (FATEC-campus Bauru) dos cursos de Tecnologia em Redes de Computadores e Tecnologia em Banco de Dados, professor da Universidade Sagrado Coração no curso de Ciência da Computação e professor da Instituição Toledo de Ensino (ITE) no curso de Sistemas de Informação e possui experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Segurança e Auditoria em SI, Administração em SI, Desenvolvimento dos SI, Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos, Serviços em Redes de Computadores e Sistemas Operacionais de Redes.
Tempo de casa 10 Anos e 3 Meses
Titulação Pós-Doutorado
Currículo Lattes
Qualificação Possui curso técnico de Gestão Ambiental pela Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento (1996) (Portugal), bacharel em Engenharia Biotecnológica pela Escola Superior Agrária de Bragança (2003)(Portugal), licenciatura em Engenharia Biotecnológica pela Escola Superior Agrária de Bragança (2005) (Portugal), mestrado em Ecologia Aplicada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz - Universidade de São Paulo (2008), e Doutorado em Ecologia Aplicada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz - Universidade de São Paulo (2011). Realizou Pós-Doutorado (2011-2014) na Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios - Polo Centro Sul com ênfase na "Estrutura populacional de guaçatonga (Casearia sylvestris) em áreas restauradas e naturais". Foi bolsista FAPESP no Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado.Tem experiência na área de Genética e Genômica Populacional de Plantas, atuando principalmente nos seguintes temas: Genética e Genômica de populações, Marcadores Moleculares, Ecologia Aplicada em Agroecossistemas, Diversidade Genética, inhame (Dioscorea alata), mandioca (Manihot esculenta), batata-doce (Ipomea batatas) e guaçatonga (Casearia sylvestris). Realizou sandwich na Universidade de Hohenheim (Stuttgart, Alemanha) entre 2010-2011 e estágio em vários Parques Naturais em Portugal entre 1995-1996. É revisor de periódicos científicos nacionais e internacionais. Atualmente exerce funções de Professor em vários cursos de graduação na Universidade do Sagrado Coração atuando como docente do Centro de Ciências Exatas e Sociais Aplicada, Docente-Pesquisador na Pós-Graduação (Programa Ciência e Tecnologia Ambiental) e coordenador do Grupo de Ecologia Vegetal Aplicada (GEVA). Seus projetos atuais de pesquisa envolvem (i) Genômica da copaíba (Copaifera langsdorffii) em fragmentos do Centro-Oeste de Sao Paulo (FAPESP), (ii) estudos no uso de lodo de esgoto em diferentes especies arbóreas nativas e, (iii) desenvolvimento da Feira de Ciências e Mostra Itinerante. Coordena o Projeto Plantando Sorrisos. É vice diretor científico da Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos. Outros detalhes em: www.usc.edu.br/geva
Tempo de casa 4 Anos e 2 Meses
Titulação Doutorado
Currículo Lattes
Qualificação Doutora em Ciência sobre Arte - especialidade História, Teoria e Crítica da Música pelo Instituto Superior de Arte de Havana/Cuba (2009), com reconhecimento pela USP (2011) e Graduada em Música: Instrumento - piano pela Universidade Sagrado Coração (1998), atualmente é professora titular da Universidade Sagrado Coração (Centro de Ciências Humanas) no Curso de Música, Educação Musical - licenciatura e também coordenadora do subprojeto de Música "As Músicas do Meu Brasil" pelo PIBID-USC. Foi professora colaboradora do Curso EAD de Educação Musical da UAB-UFSCar nas disciplinas de História da Música 1 e 2. Tem experiência na área de Artes, Música, com ênfase em Musicologia.
Tempo de casa 22 Anos e 1 Mes
Titulação Mestrado
Currículo Lattes
Qualificação Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2003) e mestrado em Ciência da Computação pela Universidade Federal de São Carlos (2006). Trabalha atualmente como professor na Universidade Sagrado Coração (USC), onde é coordenador do Bacharelado em Ciência da Computação. Já lecionou nas seguintes instituições: Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Faculdade Independente do Nordeste (FAINOR) e Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Inteligência Artificial, atuando principalmente nos seguintes temas: Sumarização Automática, Processamento de Língua Natural, Recuperação de Informação e Ontologias.
Tempo de casa 8 Anos e 3 Meses
Titulação Mestrado
Currículo Lattes
Qualificação Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade do Sagrado Coração (2009) e mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo (2013). Atualmente é professor auxiliar da Universidade do Sagrado Coração (USC). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Processamento de Imagens Médicas, atuando principalmente nos seguintes temas: processamento e segmentação de imagens digitais, Java, câncer de mama e redes neurais artificiais.
Tempo de casa 1 Ano e 9 Meses
Titulação Mestrado
Currículo Lattes
Qualificação Possui graduação em Eng. de controle e automação (Mecatrônica) pela Universidade Paulista (2009) e mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2014). Atualmente é professor da Universidade do sagrado coração - USC. Aluno especial no programa de Doutorado na UNESP de Bauru na linha de pesquisa robótica. Tem experiência na área de Engenharia da Computação, com ênfase em robôs móveis.
Tempo de casa 3 Anos e 4 Meses
Titulação Doutorado
Currículo Lattes
Qualificação Possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade do Sagrado Coração (2009). É mestre em Arquitetura de Computadores e Sistemas Distribuídos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - IBILCE/UNESP (2012). Doutor pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar na linha de pesquisa de Processamento de Imagens e Sinais com foco no Estudo de Técnicas de Combinação de Classificadores Baseados em Floresta de Caminhos Ótimos (Optimum-Path Forest - OPF). Atualmente, é professor no Departamento de Computação da Universidade do Sagrado Coração, USC-Bauru. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Computação, atuando principalmente nos seguintes temas: aprendizado de máquina, reconhecimento de padrões, arquitetura de computadores e sistemas distribuídos.
Tempo de casa 1 Ano e 9 Meses
Titulação Mestrado
Currículo Lattes
Qualificação Possui graduação em Física pela Universidade de Bauru (1986), graduação em Química pela Universidade de Franca (1988), especialização pela Universidade do Sagrado Coração, graduação em Matemática pela Universidade Paulista e mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1995). Atualmente é docente na Universidade do Sagrado Coração. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física Geral.
Tempo de casa 30 Anos e 3 Meses

Recursos Disponíveis

Espaços Específicos

Espaços Comuns



Atividades do Curso

  • Jornadas
  • Projetos de Extensão
  • Iniciação Científica
  • Grupos de Estudo
  • Estágios obrigatórios
  • Estágios não-obrigatórios
  • Visitas Técnicas


Você Sabia?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Computação (SBC), os Engenheiros de Computação disponibilizam para a sociedade produtos de eletrônica de consumo, de comunicações e de automação (industrial, bancária e comercial). Eles desenvolvem também sistemas de computação embarcados em aviões, satélites e automóveis, para realizar funções de controle.

De acordo com o artigo 1º da RESOLUÇÃO Nº 380, de 17 de Dezembro de 1993, que discrimina as atribuições provisórias dos Engenheiros de Computação ou Engenheiros Eletricistas com ênfase em Computação e dá outras providências, compete ao Engenheiro de Computação ou Engenheiro Eletricista com ênfase em Computação o desempenho das atividades do Artigo 9º da Resolução nº 218/73, acrescidas de análise de sistemas computacionais, seus serviços afins e correlatos. Ainda de acordo com o Artigo 2º desta mesma resolução, os Engenheiros de Computação integrarão o grupo ou categoria da Engenharia - Modalidade Eletricista.

Art. 9º da RESOLUÇÃO Nº 218, de 29 de junho de 1973, que discrimina atividades das diferentes modalidades profissionais da Engenharia, Arquitetura e Agronomia: compete ao Engenheiro Eletrônico ou ao Engenheiro Eletricista, Modalidade Eletrônica ou ao Engenheiro de Comunicação: I - o desempenho das atividades 01 a 18 do artigo 1º desta Resolução, referentes a materiais elétricos e eletrônicos; equipamentos eletrônicos em geral; sistemas de comunicação e telecomunicações; sistemas de medição e controle elétrico e eletrônico; seus serviços afins e correlatos.

Ainda de acordo com a LEI Nº 5.194, de 24 de dezembro 1966, que regula o exercício das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro-Agrônomo, e dá outras providências, definem no Artigo 7º as atividades e atribuições profissionais do engenheiro, do arquiteto e do engenheiro-agrônomo:

  • Desempenho de cargos, funções e comissões em entidades estatais, paraestatais, autárquicas, de economia mista e privada;
  • Planejamento ou projeto, em geral, de regiões, zonas, cidades, obras, estruturas, transportes, explorações de recursos naturais e desenvolvimento da produção industrial e agropecuária;
  • Estudos, projetos, análises, avaliações, vistorias, perícias, pareceres e divulgação técnica;
  • Ensino, pesquisas, experimentação e ensaios;
  • Fiscalização de obras e serviços técnicos;
  • Direção de obras e serviços técnicos;
  • Execução de obras e serviços técnicos;
  • Produção técnica especializada, industrial ou agropecuária.

De acordo com os referenciais nacionais dos cursos de engenharia, o Engenheiro de Computação é um profissional de formação generalista, que atua na Informática Industrial e de Redes Industriais, Sistemas de Informação aplicados à Engenharia, Sistemas de Computação e Computação Embarcada.

Especifica, desenvolve, programa, adapta, industrializa, instala e mantém sistemas computacionais, bem como perfaz a integração de recursos físicos e lógicos necessários para o atendimento das necessidades informacionais, computacionais e da automação de organizações em geral.

Além disso, projeta, desenvolve e programa equipamentos e dispositivos computacionais, periféricos e sistemas que integram hardware e software; produz novas máquinas e equipamentos computacionais; desenvolve produtos para serviços de telecomunicações, como os que fazem a interligação entre redes de telefonia.

Planeja e programa redes de computadores e seus componentes, como roteadores e cabeamentos.

Coordena e supervisiona equipes de trabalho, realiza estudos de viabilidade técnico-econômica, executa e fiscaliza obras e serviços técnicos; efetua vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres. Em suas atividades, considera a ética, a segurança, a legislação e os impactos ambientais.

 


Informações Adicionais

  • Os cursos de Graduação ministrados pela Universidade do Sagrado Coração, mantida pelo Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, estão distribuídos e valorados em Edital de Fixação de Encargos Educacionais publicado.
  • Os valores das mensalidades estão sujeitos aos reajustes, conforme contrato de Prestação de Serviços Educacionais, ficando assegurada a possibilidade de alteração de valores que visem preservar o equilíbrio contratual, caso qualquer mudança legislativa ou normativa, editada pelo Poder Público, altere a equação econômico-financeira da Instituição de Ensino.
  • A configuração formal do ato de matrícula se dá após o aceite e adesão aos termos do contrato pela internet, no portal do aluno (www.usc.br), e condicionada à confirmação do pagamento da primeira parcela da semestralidade no prazo de matrícula.
  • Os boletos de pagamento não serão enviados por correios, e deverão ser acessados e impressos, mensalmente através do portal do aluno (www.usc.br), ícone financeiro, ou solicitar através dos meios de comunicação da USC.
  • O aluno calouro desistente que rescindir o contrato em até 07 (sete) dias corridos após o início das aulas, terá retida a importância equivalente a 20% da primeira parcela da semestralidade.
  • No caso de rescisão do contrato, por estudantes veteranos (alunos que não sejam calouros), em qualquer tempo após a matrícula, ou por calouros, após o prazo mencionado no Edital de Fixação de Encargos Educacionais, independentemente de origem ou iniciativa; implica na obrigatoriedade de liquidar o valor da parcela com vencimento no mês da formalização do pedido, além de arcar com a multa contratual compensatória equivalente a 20% do valor total das parcelas vincendas no semestre e com eventuais pendências financeiras que possuir junto à USC; considerando-se devida a multa no ato da formalização do requerimento e, corrigidos conforme Edital.
  • A ausência às aulas, o abandono do curso ou a interrupção de frequência por parte do estudante contratante não o exime do dever de efetuar o pagamento das parcelas vencidas e vincendas até à formalização do afastamento, exclusivamente, através de requerimento escrito à Secretaria da Pró-Reitoria Acadêmica da Universidade, não se admitindo outra forma para tanto. 

Mensalidades

   O valor da mensalidade será correspondente à divisão do valor da semestralidade por seis (06) parcelas mensais e consecutivas, cujo vencimento será todo dia 08 (oito) de cada mês, nos termos e modo do Edital de Fixação de Normas e Encargos Educacionais.

  • Em caso de pagamento após a data de vencimento, o estudante perderá eventuais descontos concedidos pela Universidade, e o valor será acrescido de multa de 2% (dois por cento) sobre o valor vencido, juros de mora de 0,033% ao dia e correção monetária medida pelo IGP-M/FGV.
  • Não estão inclusos no valor da semestralidade dos cursos: o fornecimento de material didático de uso individual do estudante; estudos de adaptação; regime de orientação; recuperação; cursos de extensão; congressos e similares; provas especiais; declarações; certidões; diploma; histórico escolar; documentos para transferência; alimentação; participação em formatura solene; transporte escolar; viagens de estudo; serviços facultativos ou extraordinários e de biblioteca, que, quando oferecidos, terão seus respectivos valores divulgados pela Universidade e poderão ser acrescidos no boleto de pagamento da mensalidade subsequente.

Aproveitamento de Estudos ou alterações na carga horária oferecida

  • O estudante que cursar carga horária menor do que a prevista para o semestre na matriz curricular do curso, por motivo de aproveitamento de estudos ou por cursar as últimas disciplinas para integralização do seu currículo, após o prazo mínimo para término do curso, efetuará o pagamento proporcional da mensalidade, de acordo com a carga horária das disciplinas matriculadas.
  • O estudante que cursar carga horária maior do que a prevista para o semestre na matriz curricular do curso, por acrescentar disciplinas em regime de dependência, terá acrescido na mensalidade o valor proporcional referente à carga horária excedente. As demais informações acadêmicas e financeiras de cursos seriados estão disponibilizadas em atos normativos que poderão ser consultados no portal do aluno.
  • Demais disposições, tal como, forma de cursar disciplinas reprovadas, disciplinas optativas, disciplinas eletivas e matrícula especial, deverão observar a Normativa Conjunta PRAC/PRAD n. 01/2012, de 28 de setembro de 2012, que passa a fazer parte integrante e indissociável deste contrato, estando, inclusive à disposição de eventuais interessados na Secretaria da Pró-Reitoria Acadêmica da Universidade. 

Desistência- Transferência - Trancamento de Matrícula

– A desistência, a transferência e o trancamento de matrícula são considerados hipóteses de rescisão ao contrato de prestação de serviços, sujeitas à aplicação de multa contratual.

  • A não formalização do cancelamento ou trancamento de matrícula (o que caracteriza abandono do curso) não desobriga o contratante ao pagamento da semestralidade conforme o requerido em matrícula ou até a formalização do desligamento.
  • Na hipótese de transferência de matrícula para outra Instituição, estando o acadêmico em débito, a Universidade, após providências de cobrança administrativa ou extrajudicial, poderá ajuizar a competente medida judicial e tomar outras medidas legais compatíveis, independente do período letivo.

PROUNI

Para alunos Bolsistas do ProUni, o valor da Bolsa de estudos, corresponde a:

- Bolsistas Integrais: 100% do valor da mensalidade

- Bolsistas Parciais: 50 % do valor da mensalidade

Requisitos para ser Bolsista do Prouni: Consulte o site http://prouniportal.mec.gov.br/                                                                                                                        

Geral

O curso de Engenharia de Computação tem como objetivo formar o engenheiro com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, capacitado a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade, conforme orientam as Diretrizes Curriculares Nacionais.

Específicos

  • Formar profissionais preparados para atuar como empreendedores, pesquisadores ou profissionais liberais nas esferas pública ou privada, em diferentes escalas de planejamento, construção, operação e manutenção de sistemas computacionais.
  • Formar profissionais com sólida formação em Ciência da Computação, Matemática e Engenharia Elétrica, visando o projeto de sistemas de computação, em particular, sistemas embarcados.
  • Formar profissionais que sejam reflexivos na construção de sistemas de computação por entender que eles atingem direta ou indiretamente as pessoas.
  • Formar profissionais que entendam o contexto social no qual a Engenharia é praticada, bem como os efeitos dos projetos de Engenharia na Sociedade.
  • Formar profissionais que considerem fundamental a inovação e a criatividade.

O desempenho escolar é avaliado por meio do acompanhamento contínuo do estudante e dos resultados por ele obtidos nas provas parciais de avaliação de conhecimento, nos exercícios e atividades escolares ou outras formas de avaliação definidas pela universidade.

O aproveitamento em cada disciplina é obtido por meio de avaliações parciais ao longo do período letivo e avaliação final, expressando-se o resultado de cada avaliação em notas de 0 (zero) a 10,0 (dez). Para cada uma das avaliações parciais, são atribuídos pesos informados nos planos de ensino de cada disciplina.

Será considerado aprovado, independentemente de avaliações finais, o estudante que obtiver frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) das atividades da disciplina e média ponderada das avaliações parciais igual ou superior a 7,0 (sete).

Deverá realizar a avaliação final o estudante que tiver obtido o mínimo de 75% (setenta e cinco por cento) de frequência às atividades da disciplina e média das avaliações maior ou igual a 5,0 (cinco) e menor do que 7,0 (sete).

Nas disciplinas de caráter prático ou em estágios curriculares obrigatórios não haverá avaliação final, exceto se previsto no projeto pedagógico do curso, sendo aprovado o estudante que obtiver média das avaliações parciais, maior ou igual a 7,0 (sete).

Será aprovado o estudante que, submetendo-se à avaliação final, obtenha a média aritmética entre as avaliações parciais e a nota obtida na avaliação final, igual ou superior a 5,0 (cinco).

Será considerado reprovado o estudante que:
I. não obtiver frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento);
II. não obtiver média das avaliações parciais igual ou superior a 5,0 (cinco);
III. após a realização da avaliação final, não lograr média igual ou superior a 5,0 (cinco);
IV. nas disciplinas de caráter prático ou em estágios curriculares obrigatórios, não obtiver média das avaliações igual ou superior a 7,0 (sete).

  • Ter concluído o Ensino Médio

Prof. M.e. Patrick Pedreira Silva  Currículo Lattes

(14)2107-7098

engenharia.computacao@usc.br

VISITE AS REDES SOCIAIS DESTE CURSO

Facebook   

Data da última atualização: 02/03/2018.*informações sujeitas a alterações

Receba nossas notícias
USC - Sagrado Coração

(14) 2107-7000
(14) 99825-8771

© 2018 | USC - Universidade do Sagrado Coração. Todos os direitos reservados.

Site Seguro